• (47) 3027-4588

Tromboembolismo Pulmonar

O tromboembolismo pulmonar se caracteriza pela migração de coágulos das veias (originados principalmente nas coxas e na pelve) para a circulação pulmonar. Isso provoca a obstrução da passagem sanguínea, o que pode causar danos pulmonares ou até mesmo levar à morte súbita. 

Com o tratamento para tromboembolismo pulmonar adequado, o risco de morte cai de 30% dos casos para 8%. O problema é que, muitas vezes, o paciente não é tratado de forma adequada devido à dificuldade do diagnóstico. 

Causas

A principal causa para o tromboembolismo pulmonar é a existência de trombose venosa profunda, que atinge principalmente os membros inferiores do corpo. Como é difícil identificar essa condição, é importante atentar-se para os fatores de risco:

  • Idade (aumenta após os 50 anos)
  • Imobilização prolongada (pós-cirúrgica, por fraturas ou doenças debilitantes)
  • Histórico prévio de tromboembolismo
  • Anestesia (maior risco na geral do que na local)
  • Gravidez (maior risco no pós-parto)
  • Neoplasias
  • Cirurgias
  • Traumas nos tecidos
  • Obesidade
  • Varizes nos membros inferiores
  • Uso de anticoncepcionais
  • Entre outros

Tratamento para tromboembolismo pulmonar

Os exames para identificar o tromboembolismo pulmonar são: achados clínicos, radiografia do tórax, eletrocardiograma, gasometria arterial, entre outros mais específicos, caso haja a suspeita clínica.

O tratamento é indicado conforme a gravidade da embolia e tem por objetivo estabilizar o quadro clínico do paciente. Pode ser feito com uso de medicamentos, suporte ventilatório e hemodinâmico, se necessário.